O Menino e Seu Brinquedo

Thursday, October 05, 2006

muito mais que isto!

(poderia ser real!)

Era uma tarde entediante de outono. Estava trancada em meu quarto de hotel....
Não haviam muitas coisas para se fazer naquela grande tókio... sim, memorável tókio... Podem dizer tudo,sobre aquele lugar,mas nunca,na verdade, saberão exatamente o que aquela cidade tem a nos dizer...
Não havia mais nenhuma esperança dentro de meu coração triste e desesperado!Minha alma pedia uma gota d'agua e meus olhos úmidos se perdiam por entre outdors de comidas e maquiagem...
tinha uma visão intima da cidade, talvez a melhor que alguém poderia ter... vê-la de cima era, para mim, uma questão de deslumbramento e nojo! O poder do moderno parecia dominar tókio, que prendia-se exageradamente em raízes muito bem cravadas de milênios... Onde estaria eu naquela hora?
Minha pele pálida ficava cada vez mais opaca. Minhas mãos tinham as unhas cor de sangue e o sangue que corria entre minhas veias que apareciam verdes e marcantes em minhas mãos,estavam congelando... toda aquela ironia sobre Tókio parecia me perturbar de alguma forma que ainda não podia descobrir...
(...)
Eram nove da noite. um bom horário para sair nas ruas com um grande cachecol lilás amarrado no pescoso... Sempre que saio por entre essas ruas, penso em como seria bom se pudesse evaporar por entre Tókio... virar uma grande fumacinha branca e adentrar varios peitos diferentes fazendo brotar neles, um pouco de minha melâncolia...
Esses são sentimentos que me passam tão rápido quanto os vem... então, esqueçam!
(...)
Saí vestida com mue sobretudo roxo-esmeralda e meu cachecol lilás claro, além de minhas botas especialmentes levadas para Tókio, que eram bem quentinhas e confortáveis...iria me encontrar com ele no Karaôke do bairro seguinte, perto da onde estava alojada...
O lugar era realmente esquisito, não me lembrava os Karaôkes da Liberdade...Eram salas onde você poderia tocar instrumentos,além de cantar...Me parecia mais seguro ali...
Cantei uma música ridícula da Kyoto, que mal sabia a letra, mas era a única que lembrei no momento... e ele cantou, olhando pra mim:



More Than This (tradução)
10000 Maniacs

Eu podia sentir na época,
Não havia nenhum modo de saber:
Folhas caídas na noite,
Quem pode dizer para onde elas estão soprando?
Tão livres como o vento,
E esperançosamente aprendendo
Porque o mar durante a maré
Não tem nenhum modo de voltar...

Mais do que isto - não há nada...
Mais do que isto - me diga uma coisa...
Mais do que isto - não há nada...

Foi divertido por um tempo,
Não havia modo de saber:
Como o sonho na noite,
Quem pode dizer para onde estamos indo?
Nenhuma preocupação no mundo,
Talvez eu esteja aprendendo
Porque o mar durante a maré
Não tem nenhum modo de voltar...

Mais do que isto - você sabe que não há nada...
Mais do que isto - me diga uma coisa...
Mais do que isto - você sabe que não há nada...

Mais do que isto - você sabe que não há nada...
Mais do que isto - me diga uma coisa...
Mais do que isto - não há nada...

e depois disso, tudo naquela imensa Tókio fez sentido...

Lost in translation!

6 Comments:

  • At Thursday, October 05, 2006, Anonymous O Gorila Ho Ho Ho said…

    Oi, Cris.
    Já te disseram que você escreve superbem?

     
  • At Thursday, October 05, 2006, Anonymous Cris said…

    Obrigada, gorila... fico feliz que tenha gostado...


    :)

     
  • At Friday, October 06, 2006, Anonymous O gorila, HOHOHO said…

    Então continue firme na MUóDA.
    Vai ser melhor assim.

    (espero)

     
  • At Friday, October 06, 2006, Anonymous cris said…

    hummm vc esta me dizendo para continuar escrevendo? Pra sempre?

     
  • At Sunday, October 08, 2006, Anonymous O gorila.... HO HO HO said…

    Eu e vários outros comentaristas de blogues não recomendamos, Cris querida. Mas a cabeça é sua e o horror é nosso.

    Antes, faça as pazes com o amigo dicionário e com a amiga gramática, estamos anSiosos por isso.

    Grande abraço e sucesso em seu empreendimento.

    Cordialmente,

     
  • At Sunday, October 08, 2006, Blogger Cris Shooshoo said…

    Ah, serio? Que coisa, acho q foi por isso que resolvi fazer outra coisa da vida... e vc deve me odiar mesmo, não sei o que fiz pra vc, mas que adora entrar no blog com nomes diferentes so p tentar me desmoralizar, com comentários desnecessários, não? Mas nunca deixa de passar por aqui, pra dar uma olhadinha, ne?

    Hummm acho q existem muitos comentaristas que gostariam de ler o que eu escrevo, e vc é um deles, pq nao prede um post!!!

    Ah, obrigada pela audiência!!!

    grata!

    ;)

     

Post a Comment

<< Home